[Resenha] Belo Desastre - Jamie McGuire

20 de mar de 2016






"A nova Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa - e deseja - evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento de Travis pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. "


Em uma das minhas buscas por livros novos na internet, uma vez me deparei com esse. Me lembro que quando li a sinopse do livro achei legalzinho e pensei comigo mesma – Vou ler esse livro. Mas ficou por isso mesmo.

Algum tempo depois, enquanto visitava os blogs que eu acompanho, eu li a resenha desse livro e
confesso que foi somente pela resenha que eu lembrei e iniciei a leitura. Minha reação depois de terminar a leitura? Me arrependi de não ter lido antes.

A autora consegue levar a gente para o mundo em que os personagens vivem e você meio que passa pelas situações com eles. É um sobe e desce de emoções, de coisas que dão certo, a maioria dá errado, enfim, o livro é digamos assim, um pouco instável. Não dá para adivinhar o que está para
acontecer. Quando eu estava feliz, acontecia algo que me deixava triste. Quando estava rindo, do nada já não havia motivos para isso.

O livro vai contar a história de Abby. Para mim ela não é tão parecida assim com o que a sinopse apresenta. Ela bebe -  muitas vezes encheu a cara – fala o que quer, não tem medo de ser ela mesma.  Existe um mistério sobre o passado dela e do porquê ela insiste em querer esconde-lo. É como se estivesse buscando um recomeço. De qualquer forma, essa Abby “boazinha”, é só uma fachada para mascarar quem ela realmente é.

Em contrapartida, existe um garoto chamado Travis Maddox. Super popular, as meninas morrem por ele e fazem de tudo para ser a próxima garota do cara, mesmo sabendo que ele não quer nada além de uma noite diversão. Travis é um clássico bad boy. Ele conquista quem quer e quando quer, mas com Abby a história é diferente. Ela não se importa com que Travis é ou o que ele significa para as outras pessoas. Ela não se impressiona e isso desperta uma curiosidade em Travis que dali em diante faz de tudo para conquistar Abby.

Aí já viu, começa aquele joguinho de conquista. Ele joga charme, está nos lugares onde ela está. Tenho que admitir que o cara é muito persistente e determinado. 

Em uma certa ocasião, quando Travis tem uma luta que deixa Abby preocupada, ele propõe uma aposta. Ele nunca perdeu uma luta e não seria agora que isso iria acontecer. Ao encarar o adversário de Travis, Abby meio que duvida da vitória dele. 

Então, se ela ganhar a aposta com Travis perdendo a luta, ele terá de ficar um mês sem sexo - o que se tratando dele é muito tempo. Por outro lado, se Abby perder, ela terá de dormir um mês na casa dele. A partir daí não se pode mais prever o que vai acontecer no livro.

Juntamente com a história desses dois, existe um casal muito legal e que ajuda muito o desenrolar dessa relação intrigante da Abby e do Travis. América é a melhor amiga da Abby. Ela sabe tudo sobre o passado da dela, As duas se conhecem a muito tempo e ela veio com ela para a faculdade  a fim de ajudar a amiga a se livrar de seu passado. 

Sheppley, é primo de Travis e eles moram no mesmo apartamento. Ele namora América, e ao saber que seu primo está interessado na melhor amiga dela, entra em desespero, pois muitos relacionamentos dele foram por água a baixo por que Travis, ao ficar com as amigas de suas ex namoradas, as dispensava no dia seguinte fazendo com que Sheppley ficasse em uma situação difícil, tendo que escolher entre o primo e a namorada.

O livro retrata muitas coisas que acontecem nos relacionamentos da vida real. Desentendimentos por bobagens, brigas que poderiam ser evitadas se um dos dois cedesse ou fosse sincero sobre o que está sentindo.

 Mas, afinal de contas, a vida é assim. O mais legal de tudo é poder acompanhar as mudanças que um vai causando no outro, e o resultado final é sem sombra de dúvidas o amadurecimento de ambas as partes, independentemente de ter ou não dado certo. Essa foi a pergunta que eu me fiz durante todo o livro.




10 comentários :

  1. Olá Priscila,

    A Paola Granzoto fez resenha desse livro lá no blog e ela AMA a série! Já coloquei na minha lista de leitura! 👍🏻😊

    Parabéns pela resenha! ❤️

    www.booksimpressions.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Priscila, tudo bom?
    Eu AMO essa série. Pelo motivo de ser o único new adult que consigo ler sem ficar com nojinho nem nada e isso é muito bom, mas eu prefiro o Trent dos irmãos viu? kkk

    Beijos

    http://shadabooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pedro, tudo bom sim rsrs
      Então, esse foi o primeiro que eu li e estou ansiosa para ler o restante.
      É sempre bom encontrar pessoas que curtam os mesmos livros que a gente :D

      Excluir
  3. Oi Priscila :)
    Ahhh Esse livro é muito bom.
    Foi através dele a minha entrada nos New Adults ♥
    É um gênero que leio de vez em quando e gosto bastante.
    Já leu os outros livros do irmãos Maddox? São tudo de bom também.
    Bjs
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não li, mas já me falaram para ler.

      Excluir
  4. Já li esse livro, mas não gostei muito :/ Que pena!
    Beijos
    http://www.gemeasescritoras.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Indique você para a TAG Liebster Award, discover new blogs.
    Confira lá no blog!

    www.booksimpressions.com.br

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Como não amar Abby e Travis? Este livro é um dos meus queridinhos. Gosto da maneira fluida como o livro se desenrola e o modo como a autora criou personagens realísticos fortes e intensos. Parabéns pela resenha. Beijoooos.

    Biia Rozante
    Blog Atitude Literária

    ResponderExcluir