[Resenha] Deadfall: A Caçada - Anna Carey

29 de mai de 2016


Sinopse:

“Há uma semana a garota acordou sobre os trilhos de Los Angeles sem se lembrar quem ela é. E descobriu que faz parte de um jogo. Mas a única coisa de que tem certeza é que estão tentando matá-la. Depois de ter sido traída por seu único amigo, ela foge para Nova York com um garoto que diz conhecê-la. Mas será que pode confiar nele? O que adianta encontrar os outros? Quem são essas pessoas? À medida que a perseguição esquenta, ela vai aos poucos recuperando a memória. Porém, seu passado não pode salvá-la, e um só movimento errado pode acabar com este jogo.

   Se você já ainda não leu o primeiro livro Blackbird A Fuga, pare a leitura.

  Vocês se lembram do final incrível do primeiro livro não é mesmo? Sunny descobre muitas coisas importantes como o nome da empresa responsável por tudo o que está acontecendo com ela. Agora que ela tem algo concreto em mãos volta para casa para contar a Ben sobre suas descobertas, mas ao invés de encontrar um aliado o que acontece é bem diferente. Ela vê no notebook dele arquivos iguais aos que ela encontrou e percebe que esse tempo todo estava sendo enganada pela única pessoa em quem podia confiar. Pela pessoa que ela gostava.


[Resenha] Extraordinário - R. J. Palacio

24 de mai de 2016




Sinopse:

“August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência, ele é um menino igual a todos os outros. ”

   O que dizer sobre esse livro? R. J. Palacio não poderia ter escolhido um título melhor, porque realmente a história é extraordinária. Quando eu escolhi ler esse livro, pela sinopse eu já sabia que seria uma história bonita uma vez que o assunto que ele aborda é delicado por assim dizer, mas foi além das minhas expectativas.

   Auggie é um menino de apenas dez anos. Ele não é igual as demais crianças, e o que o torna diferente não é algum talento, dom, posição social, mas sim uma aparência um tanto incomum.


“Sei que não sou um garoto de dez anos comum. Quer dizer, é claro que faço coisas comuns. Tomo sorvete. Ando de bicicleta. Jogo bola. Tenho um Xbox. Essas coisas me fazem ser comum. Por dentro. Mas sei que as crianças comuns não fazem outras crianças comuns saírem correndo e gritando do parquinho. ”



[Resenha] A Sereia - Kiera Cass

20 de mai de 2016


Sinopse:

“Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, precisa usar sua voz para atrair as pessoas para se afogarem no mar. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que ela conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo o que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar - pois a voz da sereia é fatal -, logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir, Kahlen será obrigada a abandonar Akinli para sempre. Mas pela primeira vez em muitos anos de obediência, ela está determinada a seguir seu coração. ”

   Olá pessoal! Sempre que eu termino de ler algum livro eu fico naquele dilema, e agora? O que eu leio? São muitas opções, ainda bem. Mas enfim, eu escolhi finalmente ler o primeiro livro da nossa querida Kiera Cass, a mesma autora dos livros A Seleção.

   A história vai girar em torno da Kahlen, uma menina de 19 anos, que estava em um cruzeiro com a família, uma das poucas que, apesar da crise da época, ainda tinham dinheiro. O tempo tinha estragado os planos deles, a tempestade fazia com que Kahlen se sentisse enjoada e indisposta para sair do quarto. Até que um som invade o navio.

Tag: Confissões de uma louca por livros

17 de mai de 2016


   Oi pessoal, tudo bem? Eu vi essa Tag no blog Devoradora de Livros , achei legal e decidi fazer.  Indico para os blogs Booksimpressions, No Mundo dos Livros e Balaio de BabadosEntão vamos lá!

1) Livro impresso ou e-book?
 Gente, vamos ser sinceros, não há nada como o livro físico, mas como nem sempre tenho dinheiro para comprar todos os livros que eu quero, os e-books dão uma grande força quando se trata de custo. Mas ainda prefiro o livro físico.

2) Qual é o livro que você mais leu?
 Sem sombra de dúvidas foi o primeiro livro da série AMaldição do Tigre. Quando eu li eu fiquei tão ansiosa para ler a continuação que enquanto meu livro não chegava, eu lia e relia o livro só para sentir o gostinho da história.

[Resenha] No Coração da Floresta - Emily Murdoch

16 de mai de 2016


Sinopse:

“Algumas coisas são impossíveis de deixar para trás... Um trailer abandonado, escondido em meio a uma reserva florestal, é o único lar de que Carey se lembra. Desde os 15 anos as árvores são as guardiãs de sua vida mal-afortunada e o único ponto positivo é sua irmã mais nova, Jenessa, que depende de Carey para sobreviver. Elas só têm uma a outra, considerando que a mãe das meninas, mentalmente instável, muitas vezes desaparece por dias sem fim. Até que um dia, após um sumiço mais longo do que o habitual, dois estranhos aparecem e, de repente, as meninas são tiradas da floresta e levadas a um mundo novo e surpreendente de roupas, meninos e aulas. Agora Carey precisa enfrentar a verdade escondida por trás do seu sequestro, dez anos antes, assombrado por um passado que não a deixa seguir em frente... Um passado sombrio e misterioso em que jaz o motivo de Jenessa não falar uma palavra há mais de um ano. Carey sabe que precisa proteger a irmã, assim como seus segredos, ou se não pode colocar em risco toda essa nova vida que criou para si.

   Comecei a ler esse livro por causa da frase: “O que acontece na floresta fica na floresta. ” Eu fiquei curiosa para saber o que tinha acontecido, sem contar que a sinopse do livro havia chamado minha atenção. Já de cara eu percebi que seria um daqueles livros que nos fazem pensar, e com certeza é um dos melhores que eu já li.

   O livro vai contar a história de duas meninas, Carey e Jenessa.  Quando Carey era pequena, a mãe dela decidiu ir morar em uma floresta no Tennessee, em um trailer abandonado. As meninas não conheceram nada do mundo fora da mata, e dependem da mãe para aprender a viver. O problema é que ela não desempenha o papel de mãe nem de longe. Além de ser viciada em metanfetamina, quando ela vai para a cidade em busca de comida demora a voltar deixando as meninas dias, até semanas sozinhas, por conta própria.

Mansfield Park - Jane Austen

13 de mai de 2016



Sinopse:

“Na literatura, esperamos que o herói seja vigoroso, tenha um espírito aventureiro, audácia, bravura, capacidade de superação e uma pitada de imprudência. Ele deve ser ativo, enfrentar obstáculos e afirmar a própria energia. Fanny Price, a heroína de Mansfield Park, é o oposto de tudo isso. Frágil, tímida, insegura e excessivamente vulnerável, a pequena Fanny deixa a casa dos pais pobres para morar com os tios mais afortunados em Mansfield Park. Lá, convive com diversos familiares, mas se aproxima apenas do primo Edmund, seu companheiro inseparável. A tranquilidade de casa, no entanto, é abalada com a chegada dos irmãos Mary e Henry Crawford em uma propriedade vizinha. Edmund se apaixona por ela, enquanto Henry flerta com todas as moças.
Mansfield Park é o romance que marca a maturidade de Jane Austen. Apresenta um tom mais contido, sardônico, em comparação com obras idealizadas antes, como Orgulho e preconceito e Razão e sensibilidade. Aqui, mais consciente dos verdadeiros males e sofrimentos inerentes à vida em sociedade, uma das maiores autoras da língua inglesa enaltece, na figura de Fanny, a imobilidade, a solidez, a permanência e a resignação. ”

   Sou suspeita quando se trata das obras da Jane Austen. Meu primeiro contato com os livros dela foi na adolescência com o clássico Orgulho e Preconceito. Desde então me encantei com a escrita dela, com os detalhes das histórias, em como para mim é uma leitura fácil e envolvente. Mansfield Park é um dos meus favoritos.  Mas vamos ao que interessa.

   As tias de Fanny Price, lady Bertram e Sra. Norris decidem ajudar a irmã, que não teve um bom casamento e tem muitos filhos, pegando um dos pequenos para criarem juntas.


Blackbird: A Fuga - Anna Carey

9 de mai de 2016



Sinopse: 

“Uma garota acorda nos trilhos do metrô de Los Angeles sem lembrar quem é. Há uma mochila a seus pés contendo uma troca de roupas, mil dólares em espécie, um número de telefone e a instrução “Não ligue para a polícia”. Perguntas rodopiam em sua cabeça: Quem é ela? Como chegou ali? O que ela fez? O que significa a tatuagem de um pássaro e o código FNV02198 em seu pulso? Ela mal tem tempo para descobrir sua identidade, e logo percebe que está sendo caçada. Precisa fugir desesperadamente. Não sabe quem são eles, não sabe em quem confiar. Só há uma coisa que sabe com certeza: estão tentando matá-la. ”


   Comecei a ler esse livro por que vi muitas pessoas falando sobre ele e minha curiosidade acabou me vencendo, então baixei o livro e comecei a leitura.


   A primeira impressão que eu tive? Estranhei muito a forma como a Anna Carey escreveu o livro. Ela narra a história de uma forma diferente, em segunda pessoa. Achei muito estranho no começo, mas depois eu me senti como se estivesse em um filme, de repente me dei conta de que a personagem era eu.



O Resgate do Tigre - Colleen Houck

6 de mai de 2016



Sinopse:

Fé. Confiança. Desejo. Até onde você iria para libertar a pessoa amada? Kelsey Hayes nunca imaginou que seus 18 anos lhe reservassem experiências tão loucas. Além de lutar contra macacos d´água imortais e se embrenhar pelas selvas indianas, ela se apaixonou por Ren, um príncipe indiano amaldiçoado que já viveu 300 anos. Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca - dessa vez com Kishan, o irmão bad boy de Ren -, a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio, assim como a verdade no coração de Kelsey.  Em O resgate do tigre, a aguardada sequência de A maldição do tigre, os três personagens dão mais um passo para quebrar a antiga profecia que os une. Com o dobro de ação, aventura e romance, este livro oferece a seus leitores uma experiência arrebatadora da primeira à última página. 

   Se você ainda não leu A Maldição do Tigre, não continue a leitura. Partes do primeiro livro serão mencionados nesse post.

   Quem me conhece sabe que sou apaixonada pela série A Maldição do Tigre. Eu comprei o primeiro livro mais pela capa mesmo, por que amo tigres brancos de paixão, e a capa estava incrível.
Mas enfim, vocês lembram  que final do primeiro livro a Kelsey rompe com o Ren e vai embora da Índia?

“  – Por favor, não me abandone, priya. Não poderei viver sem você. 
   Meus olhos se encheram de lágrimas e as gotas brilhante desceram pelas minhas faces. Toquei o seu rosto.


Quem é Você Alasca - John Green

2 de mai de 2016



“Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez.

Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao Grande Talvez. ”


   Meu primeiro contato com os livros do John Green foi  com A Culpa é das Estrelas. Foi bem na época do lançamento do filme. Vou ser sincera com vocês, eu gostei da história, achei bonita, mas não gostei muito da forma como o autor desenvolveu a história. Ao contrário do que vejo acontecendo com muitas pessoas que amam os livros dele, John Green ainda não me conquistou.

   Bom, mas vamos ao que interessa.

   O livro vai contar a história de Miles Halter. Um menino que está entediado com a vida que leva e coleciona últimas palavras. Achei estranho no começo, mas até que tem seu charme. Por conta disso,

    Miles devora biografias em busca dessas últimas palavras. Em uma de suas leituras, ele se depara com as de François Rabelais onde encontra a seguinte frase: "Saio em busca de um grande talvez. "