Blackbird: A Fuga - Anna Carey

9 de mai de 2016



Sinopse: 

“Uma garota acorda nos trilhos do metrô de Los Angeles sem lembrar quem é. Há uma mochila a seus pés contendo uma troca de roupas, mil dólares em espécie, um número de telefone e a instrução “Não ligue para a polícia”. Perguntas rodopiam em sua cabeça: Quem é ela? Como chegou ali? O que ela fez? O que significa a tatuagem de um pássaro e o código FNV02198 em seu pulso? Ela mal tem tempo para descobrir sua identidade, e logo percebe que está sendo caçada. Precisa fugir desesperadamente. Não sabe quem são eles, não sabe em quem confiar. Só há uma coisa que sabe com certeza: estão tentando matá-la. ”


   Comecei a ler esse livro por que vi muitas pessoas falando sobre ele e minha curiosidade acabou me vencendo, então baixei o livro e comecei a leitura.


   A primeira impressão que eu tive? Estranhei muito a forma como a Anna Carey escreveu o livro. Ela narra a história de uma forma diferente, em segunda pessoa. Achei muito estranho no começo, mas depois eu me senti como se estivesse em um filme, de repente me dei conta de que a personagem era eu.



“ O que significa isso? Por que estava deitada nos trilhos do metrô? Por que não consegue se lembrar de como foi parar lá, como chegou à estação, à cidade? Você olha para suas roupas com a sensação de que está usando uma fantasia. Os jeans não servem, a camiseta está larga nos lugares errados, os cadarços não estão apertados o bastante. Você não consegue se livrar da sensação repugnante de que não vestiu a si mesma. ”


  O livro já começa com suspense e ação. A menina – que não sabe quem é – está debaixo dos trilhos, o trem se aproximando. As pessoas da estação estão desesperadas.

   O trem para quando está um pouco em cima dela. Logo os paramédicos chegam e tentam verificar se a mancha de sangue que aparece em sua blusa é de um ferimento mais grave. Ela não sabe o que está acontecendo por que não consegue se lembrar de nada de antes desse momento. Tudo é novo, estranho e confuso. 

  Tem uma mochila perto, ela abre e começa a vasculhar. Encontra algumas coisas como água, comida, um canivete, mas o que chama a atenção dela é um bloco de anotações preto com uma caneta na capa. Na primeira página tem uma mensagem.

“ Não chame a polícia. Quando estiver sozinha, ligue 818-555-1748.”

   Ela se dá conta de que precisa sair da estação. Percebe que tem alguma coisa errada mas não sabe o que. A partir de então ela está sozinha, não pode confiar em ninguém e precisa telefonar para esse número que é a única coisa de que tem certeza no momento.

   Enquanto eu lia, realmente me coloquei no lugar dela. Como eu reagiria se fosse eu passando por isso? Provavelmente não seria tão corajosa como ela. 

   Ela enfrenta muitos desafios e em cada um deles vai descobrindo um pouco mais sobre si mesma. O incrível disso tudo, é que nós acabamos descobrindo as coisas junto com ela. Somos induzidos - por meio dela - a pensarmos no que pode estar acontecendo, em que tipo de pessoa ela era antes de perder a memória. 

   Estou louca para ler o segundo volume dessa duologia. A leitura é fácil, a trama te envolve e garanto que você vai mergulhar nesse história. Se você já leu ou pretende ler esse livro, me conte a sua opinião. Afinal de contas, estamos aqui para isso. Para interagirmos e falarmos do que mais gostamos: livros.

9 comentários :

  1. Caramba que livro super legal, já tinha ouvido falar dele, mas agora lendo a sua resenha me bateu muita curiosidade. Gostei muito do seu blog, to seguindo.
    https://souadultaagora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, estou super ansiosa pra ler a continuação!

      Excluir
  2. Olá Priscila!
    Amei a resenha, a cada vez que vejo algo desse livro, fico com mais vontade de comprá-lo! Parece muito tenso e cheio de adrenalina!
    Vi eles uma vez na livraria aqui da minha cidade, espero que ainda estejam lá da próxima vez haha
    Beijos
    http://www.blogleituravirtual.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marina!
      Eu li ele pelo celular mesmo mas quero muito comprá-lo.
      Tomara que você encontre por que realmente vale a pena viu rsrsrs
      Beijos

      Excluir
  3. Olá Pri,

    Não conhecia esse livro, mas a história parece ser bem instigante! Vou baixar e depois que ler te conto o que achei =)

    Parabéns pela resenha!

    www.booksimpressions.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Raíssa!
      Vou esperar você ler pra gente poder conversar sobre ele rsrs

      Excluir
  4. Depois de ler a resenha, fiquei super curiosa pra ler esse livro. Não conhecia e nem tinha experimentado outras resenhas, essa foi a primeira. Essas perguntas já ficam martelando na minha cabeça, preeciso de respostas, preciso leer!

    Beeijo
    www.leitorasvorazes.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, eu sei. Esse livro tem esse poder mesmo. Eu fiquei super ansiosa enquanto lia, virando as páginas o mais rápido possível como se eu fosse viciada rsrsrs
      Depois me conta o que achou da história.

      Beijos

      Excluir
  5. Essa narração em segunda pessoa é algo que eu nunca vi, apenas em pequenos trechos de certos livros, então fico bem curiosa pra ver como funciona. Sem contar que essa história me chama muito a atenção também. Não é a primeira vez que leio sobre ele, mas sua resenha me lembrou de que preciso colocá-lo na minha listinha. Beijos!!


    Já conhece o nosso blog? Estamos sempre retribuindo visitas e comentários de outros blogueiros :)
    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir