[Resenha] Encruzilhada - Kasie West

10 de fev de 2016




Título: Encruzilhada
Autora: Kasie West
Lançamento: 2015
Páginas: 304
Editora: Seguinte



Sinopse:
"A vida de Addison Coleman é um grande “e se…?”, graças à sua habilidade especial: Investigar Destinos. Addie é capaz de prever duas possibilidades de seu futuro toda vez que precisa tomar uma decisão.

Quando os pais dela anunciam o divórcio, a garota deve escolher se vai morar com o pai entre os Normais ou se prefere ficar com a mãe no Complexo Paranormal. Para ter certeza do que a espera, Addie resolve Investigar.

Em uma alternativa, ela conhece Trevor, um Normal sensível com quem logo sente uma conexão. Na outra, se envolve com Duke, o garoto mais popular da escola Paranormal. E agora, em qual futuro Addison estará disposta a viver?"



Addie é filha única, tem dezesseis anos e cresceu em um lar estruturado. Seus pais possuem habilidades que deixariam qualquer filho de mãos atadas: seu pai é um detector de mentiras e sua mãe a persuasão em pessoa. Dessa forma, Addie não tem como não ser uma ótima filha.


Eles moram no Complexo Paranormal onde outras pessoas com habilidades vivem. Essas habilidades variam de pessoa para pessoa, exitem os clarividentes - habilidade rara da qual Addie é dotada -, telecinese, indutor de humor, pessoas que conseguem manipular matéria, entre outros.


Ela tem uma amiga chamada Laila, que me fez rir muito. Ela é uma figura. Vive colocando Addie em cada situação que se fosse eu no lugar dela já teria morrido de vergonha a muito tempo. Laila possui a habilidade de apagar lembranças, que no caso de Addie vem bem a calhar já que sempre que investiga o futuro, com base em alguma decisão, é como se ela vivesse esse futuro alternativo, ficando difícil distinguir o que é real ou não.

E convenhamos, ver o que pode acontecer no futuro  seria legal, mas ter que viver como se fosse uma reprise já não é tão legal assim.

Logo no começo do livro, Addie fica sabendo que seus pais pretendem se divorciar e deixam para ela decidir com quem quer ficar. Com sua mãe no Complexo Paranormal, onde ela cria programas que auxiliam no desenvolvimento das habilidades, ou com seu pai, que vai se mudar para fora do Complexo junto com os Normais. Se escolher seu pai , Addie vai ter uma vida totalmente diferente. Terá que viver como os normais vivem e nunca, em hipótese alguma, falar sobre a existência do Complexo e dos paranormais.

Ela decide Investigar e se depara com dois caminhos. Em um caminho, ela se envolve com Duke como nunca pensou que um dia aconteceria. E no outro, conhece um garoto normal chamado Trevor, um antigo quaterback local que ela escolhe para ser seu novo melhor amigo. 

Na escola todos conhecem Duke Rivers. Ele é o carinha popular, melhor quaterback. As meninas suspiram ao vê-lo passar, menos Addie. Ela não o suporta, mas isso começa a mudar quando ele, com seu jeitinho, consegue uma forma de se aproximar dela.  

— Olha a bola! — gritou alguém à minha direita. Levantei a cabeça a tempo de ver uma bola de futebol americano me acertar bem no meio da testa.”


Sim, esse foi o primeiro contato entre os dois.

Já Trevor é um cara conhecido, com muitos amigos e a primeira impressão que tive dele, é que ele é o oposto de Duke. É na dele, não é influenciável. Uma boa pessoa cuja a qual vamos descobrindo mais no decorrer do livro.

Embora as escolhas levem para caminhos diferentes, certos pontos do futuro acontecem nas duas histórias. Eu fiquei agoniada a cada decisão que Addie tomava, e com certeza escolhi entre o Duke e o Trevor, mas não direi qual foi a minha escolha.

A Kasie West fez com ao livro fosse uma leitura fácil, interessante e divertida.  A história terá continuação com o segundo livro dessa duologia, Split Second, que será lançado somente esse ano aqui no Brasil. 
Estou ansiosa pra ler o livro. E com certeza ficaria muito feliz se alguém fizesse essa história virar filme. Fica a dica!

Se você já leu ou pretende ler esse livro, deixe seu comentário para podermos nos conhecer melhor e falarmos esse livro tão legal.





0 Comments:

Postar um comentário