Especial de Natal#3 - O Presente

25 de dez de 2016

Título: O Presente
Autor: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Páginas: 320
Lançamento: 2013
Classificação: 4/5
Sinopse: “Todos os dias, Lou Suffern luta contra o tempo. Ele tem sempre dois lugares para ir, tem sempre duas coisas a fazer. Quando dorme, sonha com planos do dia seguinte, e, quando está em casa, com a esposa e os filhos, si mente está, inevitavelmente, em outro lugar. Numa manhã de inverno, Liu encontra Gabe, um morador de rua, sentado no chão, sob o frio e a Neve, do lado de fora dimensão edifício onde Suffern trabalha. Os dois começam a conversar, e Liu fica muito intrigado com as informações que recebe de Gabe; informações de alguém que tem observado uniões improváveis entre os colegas de trabalho de Liu, como os encontros da moça de sapatos Loubotin com o rapaz de sapatos pretos... Ansioso para saber de tudo e por manter o controle sobre tudo, Liu entende que seria bom ter Gabe por perto – para ajudá-lo a desmascarar associações que se formam fora de suas vistas – e lhe oferece um emprego. Mas logo o executivo arrepende-se de ajudar Gabe: sua presença o perturba. O ex-mendigo parece estar em dois lugares ao mesmo tempo, e além disso, Gabe lhe fala de umas coisas muito incomuns, como se soubesse do que não deveria saber... Quando começa a entender quem é Gabe, e o que ele faz em sua Cida, o executivo percebe que passará pela mais dura das provações. Esta história é sobre uma pessoa que descobre quem é. Sobe uma pessoa cujo interior é revelado a todos que a estimam. E todos são revelados a ela. No momento certo. ”
Olá pessoal, finalmente chegamos no Natal e por conta disso vim trazer o último episódio  desse especial, com a resenha de mais um livro. Por volta do mês de setembro mais ou menos, eu estava procurando livros que tivessem como tema a magia desta época do ano para ler. Vi muitas pessoas falando positivamente sobre a obra da Cecelia Ahern e decidi me arriscar. Confiram a história.
O livro começa de forma interessante, tendo uma pequena história de abertura para depois introduzir a trama em si. Por fim somos apresentados a Lou Suffern, um cara bonito, muito bem-sucedido e ligado, quase que literalmente, no 220. Sua mente nunca se aquieta, está sempre pensando sem outros lugares outras coisas para fazer e se pudesse, estaria em mais de um lugar ao mesmo tempo. Ele casado é pai, mas o relacionamento em casa não é lá essas maravilhas. Ele traiu a mulher algumas vezes e seus filhos mal o conhecem. Lou é um cara que escolheu o trabalho como prioridade.

Em uma das idas para o trabalho, ele encontra um mendigo, um tanto diferente, sentando em frente do prédio onde trabalha. Em uma conversa o mendigo, Gabe, revela algumas coisas que observou sobre as pessoas que entram e saem do prédio, não que ele cite nomes, não é isso. Por ser extremamente observador, Gabe sabe dizer quem é quem pelos sapatos. Admirado com as informações que conseguiu, Liu, na primeira oportunidade que tem, o contrata para trabalhar no escritório, com o fim de usar as informações de Gabe, para desmascarar algumas pessoas.
Gabe é um cara misterioso, e que surpreendentemente, se adaptou no emprego muito rápido. É como se ele sem ir tivesse feito parte do lugar, muito a vontade. Sem contar que existe muito mais nele do que esse poder de observação. Extremamente rápido, parece realizar o sonho de Liu de estar em dois lugares ao mesmo tempo. Só estranhei os personagens do livro não perceberem nem um pouco, esses dotes sobre-humanos.
Com os problemas na vida de Liu, Gabe tem exatamente o que em precisa: um “remédio” para dor de cabeça. Ele vai fazer com que Liu olhe para dentro de si e encontre as respostas que procura, mesmo que para isso, seja doloroso.
A história se desenrola até chegar em um final que me surpreendeu, foi além do que eu imaginava. A escrita da Cecelia, apesar de monótona, nos faz pensar sobre o valor que damos a vida e ao tempo, e o espaço que eles realmente deveriam ocupar em nossas vidas.
 Uma leitura fácil, agradável e cheia do espírito de natal.  

“... quando é preciso ter um pouco de fé em alguma coisa, todo mundo fica louco (...). Se milagres tivessem equações químicas, todos acreditariam neles. É decepcionante. ” 


Queria desejar um Feliz Natal á todos. Essa é uma data muito especial e fico feliz em poder estar presente com o blog pela primeira vez nessa data.
Até a próxima!




14 comentários :

  1. Oi, Priscila!
    Conheço brevemente o trabalho da Cecelia e gosto bastante, apesar de realmente ser como você disse, monótona.
    Fiquei intrigada com a ideia da história. Um mendigo? Que diferente!
    Acabei de descobrir seu blog e queria dizer que achei ele lindo. Bom trabalho, estou seguindo!
    Um ótimo natal!
    Carol | Fantasma Literário
    http://ofantasmaliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu tive um primeiro encontro com a Cecelia há milênios atrás bem ruim, ai a escrita dela me pareceu monótona, mas tudo mudou quando li "A lista" que foi um livro no qual encontrei a mim mesma e desde então virei fã da autora e tenho lido todos os livros dela. Agora que você falou de "O presente" fiquei com vontade de ler!

    Jaci
    O Que Tem Na Nossa Estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pandora, A Lista? Vou anotar esse livro para dar um conferida depois.
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Pri!
    Eu só li um livro da autora e achei justamente isso que você comentou sobre a escrita dela: "monótono". Depois daquela vez, nunca mais encarei nada dela. Que bom que, apesar dos pesares, você gostou da leitura e tirou dela uma bela mensagem.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Priscila
    Eu dei esse livro de presente pra minha melhor amigam mas n o li ainda!
    Vou pedir emprestado p ela depois hehehehe
    Adorei a resenha!

    Bjoooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Que lindaaa essa resenha
    Seguindo seu blog ja,. Ameii
    Bjinhos
    Só os Loucos Sentem

    ResponderExcluir
  6. Oi oi querida,
    Não conhecia a obra, e olha que adoro livros do gênero. Fico muito feliz que você tenha gostado do livro, é sempre ótimo embarcar em uma leitura que te envolve. O livro tem uma ótima premissa, e uma escrita inovadora. Gostei do quote, isso me fez gostar mais da história criada pelo autor.

    Enjoy Books

    ResponderExcluir
  7. Oi Pri,
    Eu só tive contato com um livro da autora e gostei da história, já ouvi falar bem desse livro também.
    Com certeza é um livro que pretendo pegar futuramente para ler.
    Bjs
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  8. Oie xará, tudo bem?
    Primeira vez por aqui. =)
    Nunca li nada da Cecelia, mas essa obra parece ser bem tocante!
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  9. Ain fico com preguiça de ler livros monótomos, mas achei legal que teve uma moral, enfim, naos ei se leria, mesmo gostando da temática
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  10. Eu amei o tema, é bem interessante.
    Beijos.

    http://lesjoursdemarcela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Eu já e conhecia o livro mas acabei me esquecendo dele, já tinha achado uma história legal principalmente para época de Natal, tenho curiosidade na leitura mas não sei se vou me lembrar dele ano que vem.
    abraços
    Gisela
    www.lerparadivertir.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Pri!
    Eu amo a Cecelia Ahern, mas esse foi o livro que menos gostei dela...
    Acho que por ter criado uma antipatia desde o início pelo Lou, mas a lição que o livro traz é linda...
    Beijos

    ResponderExcluir