A Guardiã de Histórias - Victoria Schwab

9 de mar de 2017

Título: A Guardiã de Histórias
Autor: Victoria Schwab
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 332
Lançamento: 2016
Classificação: 5/5

Sinopse: “Imagine um lugar onde, como livros, os mortos repousam em prateleiras. Cada corpo tem uma história para contar, uma vida disposta em imagens que apenas os Bibliotecários podem ler. Aqui, os mortos são chamados de Histórias, e o vasto domínio em que eles descansam é o Arquivo. Mackenzie Bishop é uma implacável Guardiã, cuja tarefa é impedir Histórias – geralmente violentas – de acordar e fugir do Arquivo. Naqueles domínios, os mortos jamais devem ser perturbados, mas alguém parece estar, deliberadamente, alterando Histórias e apagando seus trechos essenciais. A menos que Mac consiga juntar as peças restantes, o próprio Arquivo sofrerá as consequências. ”


Ok. Pare um minute e imagine que tudo o que julga conhecer sobre como as coisas são de fato, estão erradas e quando uma pessoa morre, não é o fim. Suponhamos que sua vó, por exemplo, que esteve com você durante sua infãncia e de quem sente muita saudade estive guardada, se assim posso dizer, em um lugar. E que agora ela fosse uma História. Sim, isso mesmo, igual a que você costuma ler nos livros. Mas calma, ela não se transformou em páginas, ao contrário, está guardada em uma biblioteca, e pode ser lida sempre que necessário. Esse é o mundo que Mac vive. 

O livro começa com a família de Mackenzie Bishop se mudando para o Coronado, um hotel que parece ter sido transformado em prédio residencial. Ele é antigo, cheio de rachaduras mas seus pais, especialmente sua mãe, parece gostar dele e por isso estão se mudando.

"Deveríamos ser quatro. Mamãe, papai, Ben e eu. Mas não somos. Da morreu há quatro anos, mas não faz nenhum nem um ano que Ben se foi."

Aparentemente ninguém toca nesse assunto, seus pais simplesmente resolveram lidar com a situação ignorando  fato da família estar incompleta, e qualquer detalhe, seja um brinquedo ou uma camisa esquecida no canto, os fazem lembrar da perda que tiveram.

O livro é intercalado entre o presente e algumas cenas que Mac relembra da época que seu avô era vivo e lhe ensinava como ser uma Guardiã. Ela começou a ser treinada cedo, foi escolhida por Da, já que depois de terem descoberto o câncer, não sabiam quanto tempo mais ele estaria ali. 

Esse mundo onde os mortos, ops, quer dizer, as Histórias ficam, está separado do mundo "real", mais conhecido como Exterior. Algumas portas podem levar para os Estreitos, mas isso não significa que precisa ser uma porta literalmente; as vezes uma pequena rachadura pode ser o caminho. Cada Guardião tem uma chave responsável por abrir essas portas. Além da chave, eles têm um anel.

"O anel funciona como um bloqueio. É uma proteção, tanto quanto possível, contra os vivos e um bloqueio de minha capacidade de ler as impressões que deixam nas coisas. Mas também me bloqueia para os Estreitos. Não consigo ver as portas, muito menos passar por elas."

 A missão de um Guardião é não permitir que algumas histórias fujam para o Exterior. As vezes acontece de alguma acordar e quando isso ocorre, o responsável pela setor é avisado imediatamente por um papel que carregam consigo. Os Bibliotecários vivem nos Estreitos e são eles quem escrevem os nomes, avisando assim os Guardiões. Quando uma história é encontrada, ela tem de ser levada para as portas do Retorno, onde os Guardiões não tem autorização de entrar. 

Algumas histórias, quando ficam muito tempo acordada, acabam se desgarrando. E quando chega a esse ponto elas ficam desesperadas para saírem ficando com uma força sobrenatural. 

Acho que essas são as informações básicas para vocês se localizarem no mundo criado pela autora. Como Mac trabalha quase que diretamente com as Histórias, as vezes ela sente uma vontade imensa de sentir - ler - seu irmão Ben que está no Arquivo. Ela sabe que isso é contra as regras e que não pode fazer isso, e o máximo que ela consegue do bibliotecário Roland, é ficar a sós com a caixa onde seu irmão está dormindo.

Eles perderam Ben de forma trágica em um acidente de carro, e desde então sua vida não tem sido a mesma. E o fato de seus pais terem decido lidar com isso mudando de casa e ignorando os sentimentos que as vezes tomam conta deles, só piora as coisas para Mac.

Já instalada no Coronado, ela decide "ler" o novo quarto dela. Tira o anel, coloca as mãos no chão e começa a procurar lembranças deixadas pelos antigos moradores. Ela rebobina o tempo até encontrar uma lembrança que chama sua atenção. Ela descobre que um alguém morreu ali muitos anos atrás, e quando começa a procurar mais ao fundo, descobre que alguém está apagando algumas lembranças, e isso juntamente com o fato de um número absurdo de histórias estarem acordando sem motivo aparente, faz com que Mac fique com uma pulga atrás da orelha e comece a investigar o caso.

O livro é repleto de mistério e te prende facilmente do começo ao fim. Mac vai contar com a ajuda de alguns personagens muito bem construídos e nós vamos juntando as peças do quebra cabeça juntamente com ela. O ponto fraco da protagonista durante toda a narrativa é seu irmão Ben. Algumas vezes ela acaba se complicando já que está aprendendo a lidar com um mundo sem as lembranças do pequeno irmãozinho.

Eu imaginei inúmeros finais diferentes. Porque as Histórias estavam acordando com maior frequência? Porque parecia que ninguém sabia nada do assassinato que aconteceu no hotel anos atrás? E porque alguém estaria apagando as lembranças? Estavam encobrindo os rastros de quem? 
Garanto a vocês que o desenrolar da trama é surpreendente e de tirar o fôlego. Eu queria parabenizar a autora pessoalmente pela criatividade dela. Recomendo a todos.

Se você já leu, me conta nos cometários o que achou. E se ainda não leu, não perca mais tempo e LEIA!


Até a próxima!

13 comentários :

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Oi Priih, tudo bem?

    lembro do lançamento deste livro ano passado e a história me chamou bastante atenção! Muito bom saber que a trama é boa, de tirar o fôlego, nada como ler enredo criativos <3

    Bjs, Mi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi, sempre que encontramos um livro onde a criatividade fala mais alto, é bom né. Essas sempre acabam sendo minhas melhores leituras e acho que você vai gostar da história.
      Beijos

      Excluir
  3. Oi, Priscila!
    Acho tão bonito isso de biblioteca de histórias, quase poético. Esse livro me chama a atenção desde que foi lançado. Gosto de tramas carregadas de suspense e que prendem a gente do início ao fim.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carla, esse livro cumpre o que promete viu. Eu fiquei vidrada na história e enquanto tentava montar o quebra cabeça, sentida cada vez mais a necessidade de continuar lendo. Muito bom.
      Beijos

      Excluir
  4. Pri,
    eu nunca tinha parado para ler a sinopse desse livro nem nenhuma resenha. O título dele me chamou a atenção mas sabe quando você não dá muita bola? Mas agora lendo a sinopse e sua resenha fiquei muito interessada! Acho que terei que colocar na minha lista... rsrs (que eu não vou conseguir ler nem na próxima vida! kkkk)
    bjs

    Amor por Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rê, sei sim. As vezes faço isso também (rsrsrs). Essas listas nunca acabam né, a minha mesmo sempre que consigo ler 1 livro, acrescento 10 kkkkk.
      Mas assim que der leia sim, eu fiquei de boca aberta com o rumo que a autora deu para a trama. Uma das melhores leituras de 2017 até agora.
      Beijos

      Excluir
  5. Oi Priscila!
    Tô completamente maluco por esse livro desde o lançamento.A premissa da história é incrível,o mundo parece ser fascinante...sem falar que a escrita da Victoria Schwab é bastante elogiada no mundo literário!
    Só de saber que ele é repleto de mistérios e de tirar o fôlego me faz ainda mais querer lê-lo!
    Beijos!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cláudio, pode acreditar, o livro leva a gente em outro mundo e você fica tão vidrado na trama tentando descobrir o que está acontecendo, que nem vê a hora passar.
      Beijos

      Excluir
  6. Oi Priscila! Eu ainda não li a obra, mas ela já estava na minha lista de desejos. Sua resenha só reforçou minha vontade em ler o quanto antes. Adorei!
    Beijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia, que bom saber! Quando ler e fizer a resenha, vou dar uma espinhadinha para saber o que achou tá.
      Beijos

      Excluir
  7. Olá, Priscila.
    Eu quero ler esse livro desde que lançou. Achei muito interessante e diferente esse mundo criado pela autora. mas acabei lendo algumas resenhas negativas e deixei de lado. Mas agora lendo sua resenha minha vontade reascendeu.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi Pri.
    Eu não conheça esse livro, mais amei a história e a sua resenha me deixou com muita vontade de lê-lo, adorei. Obrigada pela dica.
    Parabéns 😘🎀

    ResponderExcluir