Top 5 Jane Austen - Razão e Sensibilidade

24 de jan de 2017

Título: Razão e Sensibilidade
Autor: Jane Austen
Editora: Martin Claret
Páginas: 456
Lançamento: 2012
Classificação: 5/5

Sinopse: 
“Razão e Sensibilidade” é um livro onde as irmãs Elinor e Marianne representam essa dualidade, de maneira alternada, ao longo do livro. Por meio das experiências vividas pelas duas irmãs como: perda, amor e esperança. Austen nos oferece um excelente panorama da vida das mulheres de sua época. As irmãs vivem em uma sociedade completamente rígida e ambas tentam sobreviver a este mundo cheio de regras e injustiças. Tanto a sensível e sensata Elinor, quanto a romântica e impetuosa Marianne se vêem fadadas a aceitar um destino infeliz por não possuírem fortuna e conexões, obrigadas a viverem em um mundo dominado pelo dinheiro e pelo interesse. Ao longo da narrativa as duas personagens passam por um processo de aprendizagem, tentando mesclar a razão com os sentimentos em busca de um final feliz. ”

Cá estou eu novamente falando de Jane Austen; é mais forte que eu, admito! Li esse livro pela primeira vez ainda no ensino médio, e me lembro a cara que minhas amigas faziam quando eu tentava explicar um pouco da história. Será que era tão difícil assim elas apreciarem a obra? Enfim, anos depois, decidi fazer uma releitura e só me pergunto porque não o fiz antes.

O Sr. Henry Dashwood possui apenas um herdeiro, fruto do primeiro casamento, e três filhas, Elinor, Marianne e Margaret, frutos do segundo casamento. Ocasionalmente, ele veio a falecer, deixando a esposa e as filhas a mercê, tendo de viver às custas do irmão, que por sua vez, herdou todos os bens do pai. A esposa de John em momento algum mostra-se feliz com a chegada das novas moradoras.

Sabemos como as coisas funcionam. Infelizmente, na maioria das vezes, as promessas feitas são logo deixadas de lado, e não foi diferente no caso de John. Ele prometera ao pai que cuidaria das irmãs, e se assim tivesse feito, não teria permitido que sua esposa, a Sra. Dashwood, rebaixasse suas irmãs e demostrasse claramente que a presença delas era o real motivo da sua insatisfação.

Fiquei me imaginando no lugar delas. Eu não aguentaria ficar em um lugar onde sentisse que o maior desejo de todos era que eu fosse enxotada de lá. A mãe das meninas tomou a decisão que eu tomaria e decidiu pôr fim aquela humilhação constante que suas filhas viviam. Um primo da Sra. Dashwood, Sir. John Middleton, acabou alugando seu chalé para elas, e tanto ele quanto a esposa, mostraram-se cordiais e educados com as jovens. Finalmente um tratamento decente. O lugar era mais simples, mas era aconchegante, e no momento, isso era tudo o que importava.

Nessa nova fase, Elinor e Marianne irão viver uma explosão de sentimentos, cada uma a sua maneira, é claro. Elinor com certeza é minha personagem favorita nessa história; para falar a verdade, ela é bem parecida comigo em alguns aspectos. Diferente da irmã que parece viver com os sentimentos a flor da pele, Elinor é uma pessoa racional, e não permite que sentimentos interfiram em suas decisões. A razão sempre prevalece e isso acaba, às vezes, fazendo que com os outros tenham uma impressão distorcida dela. Sempre pensando no bem estar dos outros, acaba sofrendo com seus sentimentos sozinha, com medo de que se falar, sua irmã sofra mais do que já está sofrendo. Em contrapartida, Marianne fala tudo o que sente, sem rodeios.

O mais bonito disso tudo é que apesar da diferença gritante de personalidade das duas, elas se amam incondicionalmente e fariam de tudo pela outra. A mãe das meninas, na minha opinião, as vezes parece ser totalmente alheia aos sentimentos e problemas de Elinor, enquanto que com Marianne sempre está pronta para atendê-la.

A história é contada de forma lenta, mas isso não significa que seus acontecimentos sejam poucos, ao contrário. Desilusões, paixões, o amor e até amadurecimento, são assuntos tratados por Jane com um cuidado característico dela. Além da diversidade de personagens, Razão e Sensibilidade pode sim, arrancar suspiros do leitor e deixá-lo atordoado com um mix de sentimentos no fim da leitura. Cuidado ao lidar com a trama.

Esse foi o segundo Top 5 Jane Austen e espero que vocês tenham gostado. Não me aprofundei muito nos romances porque para mim, esse não é o foco da obra, mas prepare-se para encontrar uma pitada de romantismo na obra. Se vocês já leram esse livro, ou pretender ler, me contem nos comentários o que vocês acharam. Sempre fico feliz em saber a opinião de vocês.
Até a próxima!


“Não é o tempo nem a oportunidade, é só a disposição.
 Sete anos seriam insuficientes para algumas pessoas se conhecerem, e sete dias são mais do que suficiente para outras. ”

19 comentários :

  1. Jane Austen sempre maravilhosa!

    ResponderExcluir
  2. Oi querida,
    Gostei da resenha/top, e espero ler esse livro da autora. Li apenas Orgulho e Preconceito. Esse eu tenho como adaptação com monstros marinhos.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou apaixonada pelos livros dela. Eu empaquei na leitura de Emma e pretendo ler Persuasão ainda esse ano.

      Excluir
  3. Oi, Pri!
    Tem algum tempo que eu comprei esse livro, mas ainda não li. Pretendo mudar isso esse ano.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Promoção Quatro Anos de Minhas Escrituras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luh, leia sim mulher! É muito bom :D

      Excluir
  4. Jane Austen é super reconhecida e recomendada, apesar disso, ainda não li nenhum livro dela por não saber por qual começar e também um pouco de receio, mesmo com tantos elogios, tenho um pé atrás. Porém, a sua resenha me deixou mais confiante para investir na literatura dela! Amei!

    Um beijo, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Carol, eu entendo esse receio. As vezes quando falam muito de um determinado autor ou de uma obra específica, eu fico com medo de ler e não ser tudo aquilo. Mas espero que você dê uma chance á Jane, e que você goste.
      Beijos

      Excluir
  5. Nunca li nada da autora Jane Austen, apensar de ter assistido filmes baseados nos livros. Acho que é medo mesmo, na minha roda de amigos uns amaram outros odiaram. Mas esse ano fiz uma promessa para mim mesma, vou ter que ler alguma obra dela.

    sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Wnaderléa, eu também conheço algumas pessoas que não se deram tão bem com a escrita dela. Eu particularmente amo, mas só lendo mesmo para você saber né. Depois quero saber o que você achou.
      Beijos

      Excluir
  6. Oii Priscila, tudo bom? Acho que sou nova aqui :3
    Então, nunca li nenhum livro da Jane Austen, mas há tempos que ela está na minha listinha de autores clássicos para ler junto com vários outros. E só vejo elogios a autora <3
    Beijos
    Not Found

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Danielle, seja bem vinda!
      Espero que você goste dos livros dela. Vejo muitas pessoas que quando vão ler, já tem uma expectativa do que vão encontrar. Uma dica? Leia sem pensar ou idealizar nada em relação a Jane. Deixe a história e os personagens te guiar no ritmo deles. Você vai gostar!
      Beijos

      Excluir
  7. Oi Prih,
    Esse livro da autora eu ainda não li, mas tenho curiosidade, pois gostei muito de Orgulho e Preconceito.
    É um livro que está na minha mente para futuras leituras.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jéssica, a maioria das pessoas conhece a autora por Orgulho e Preconceito né. Eu li esse depois de ter lido O&P, e me apaixonei mais ainda pela Jane.
      Beijokas

      Excluir
  8. Olá, Priscila.
    Eu li três livros da autora e infelizmente não me tornei fã dela. Acho a escrita bem dificil. Mas esse é o livro dela que eu mais gostei de ler. Gostei até mais do que Orgulho e Preconceito.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil, algumas pessoas não curtem muito por conta da escrita, eu por outro lado, em jogo com tudo (rsrs). O meu favorito dela também não é O&P e sim Mansfield Park. Sou apaixonada por essa história.
      Beijos

      Excluir
  9. Oi Priscila
    Tenho dificuldade de opinar sobre as obras da Jane Austen porque gosto tanto, tanto, tanto wue ntamvez não consiga ser parcial. Este livro já li duas vezes, mas outos ja cheguei a ler mais de quatro vezes. E é tão bom saber que existem mais pessoas que apreciam esta grande autora. Gostei muito de sua resenha.
    abraços
    Gisela
    www.lerparadivertir.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Gisela que você gostou da resenha. Eu tenho dificuldades em encontrar pessoas que gostem da Jane tanto quanto eu, e saber que você nutri esse sentimento pelas obras dela, me deixa imensamente feliz.
      Beijos

      Excluir
  10. Oi Priscila,

    Eu conheci a Jane por esse livro, ao contrário da maioria que começou por Orgulho e Preconceito. É um livro bastante singelo, com bastante reflexão e que nos dá uma ideia de como era a época. Recomendo todos da autora, são maravilhosos.

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise, geralmente as pessoas tem seu primeiro contato com a Jane por Orgulho e Preconceito né, seja através do filme ou do livro. Eu gosto muito dessa história, mas para falar a verdade o meu queridinho é Mansfield Park.
      Beijos

      Excluir