E-reader: uma forma diferente de ler

9 de fev de 2016



    Acredite se quiser mas muitas pessoas ainda tem preconceito  quando se refere a livros digitais.
   Eu mesma demorei muito para aceitar essa nova forma de leitura. Nunca fui fã de ficar lendo por horas e horas no computador, celular, tablet etc. Me incomodava o fato de não poder sentir a folha, o cheiro de livro novo ou velho, sem contar que o brilho da tela fazia com que meus olhos doessem e ficassem cansados.
    Para quem já lê no celular ou tablet, não negue. Mas quem nunca interrompeu uma leitura porque a barra de notificação do aparelho não parava de mostrar o que estava acontecendo? Torna-se uma
distração e o tempo que levaríamos pra ler um único capitulo acaba se estendendo e quando nos damos conta, o tempo passou e não avançamos em nada no livro. E cá entre nós, pelo menos comigo é assim, quando minha leitura não avança, o livro se torna maçante e acabo deixando-o de lado.
   Isso não é bom por que além de  lermos menos, podemos estar deixando de ler algo que vale a pena ser lido. Mas claro, isso não se aplica a todo mundo, tenho certeza que existem pessoas que tem pleno domínio nessa parte, mas também sei que tem muitas outras que não.
   Para acabar com esses problemas, surgiram os eBook Reader ou eReader.
  São aparelhos voltados especificamente para leitura. Eles possuem uma tecnologia de iluminação chamada tela de e-ink que tem a função de deixar a imagem o mais próximo possível da folha do livro. Isso significa dizer adeus ao brilho que faziam arder os olhos e aqueles reflexos da tela quando expostas a luz do dia.
   Sem contar que aquele problema de ter que ficar carregando a bateria deixa praticamente de existir. Alguns desses aparelhinhos milagrosos duram até mesmo um mês sem precisarem de outra recarga.
   E acima de tudo, o preço é baixo. Os mais conhecidos são o Nook da Barnes & Noble e o Kindle, da Amazon.
   Amplie seus horizontes e experimente esse jeito diferente e prático de se ler!




4 comentários :

  1. Comprei meu Kindle há um ano e tenho usado bastante. Nada substitui o livro físico, mas acabei economizando e a leitura em transporte público e/ou viagens ficou bem mais fácil. E é até melhor, que não estraga o livro! Leio muitos livros que talvez não comprasse, e se realmente gostar da história eu compro. Vale muito a pena, boa dica!

    ResponderExcluir
  2. Eu penso asssim também. O livro é único, não tem nada que o substitua. Mas é como você disse, tem livros que a gente não compraria né. Eu ainda não tenho mas pretendo comprar em breve. No momento a grana ta curta rsrs

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Olha, vou te ser sincera Pri! Não consigo ler em e-book, tenho um kindle, mas só consegui finalizar um livro nele e alguns contos. Depois de ler seu post, acho que vou tentar me "obrigar" a ler alguns contos pra ir me acostumando mais com a plataforma (economiza-se muito né? haha).
    Beijos
    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me acostumei agora viu, depois de ter passado pelos primeiros livros. Mas nada, NUNCA, irá substituir o prazer que é ler o livro físico.
      E é bem isso que você falou mesmo. A gente economiza muito kkk

      Excluir